03/03/2010

Todos os áudios desse blog são hospedados no Mais Uol
Exceto essa: Sergio Bittencourt - Eu Quero




<==========Pode seguir a vontade, link na coluna ao lado=============
Blog Bem Brasileiro
Esse "BBB" é melhor que o da TV



Enquete Encerrada:
O que você mais gosta nesse blog?

Ouvir músicas..........61.12%
Lêr...........................21.42%
Assistir aos vídeos..17.46%
De nada......0% (Ainda bem!!..Rsss)


 
A mistura de raças faz do Brasil um país com uma cultura rica. A miscigenação começou entre o índio, o africano e o português, mas logo vieram imigrantes de todos os lugares do mundo: europeus, asiáticos, judeus, árabes, etc. Somos uma mistura de raças, cada brasileiro tem um pouquinho do mundo em seu sangue. Também na música temos a influência de rítmos dos mais diferentes países. Ser Brasileiro é saber acolher todos os povos, esse blog, é como o Brasil, miscigenado. Aqui tem lugar para todos, ninguém é considerado estrangeiro, pois é essa mistura que faz esse blog ser

BEM BRASILEIRO

**********
Contato para esse blog: blogbembrasileiro@gmail.com
APRESENTAÇÃO

Navegando pelo blog, você encontrará músicos com muito talento e músicas de boa qualidade, cantadas e tocadas, na maioria das postagens, por artistas sem o reconhecimento merecido. Muitos deles não tocam nas rádios, não se apresentam em programas de TV, não estão nas paradas, talvez porque nunca se sujeitaram a segurar um tcham, ou nunca desceram na boquinha de uma garrafa. Também não empurram um carrinho de mão. Nesse blog não tem popozuda perdendo a linha fazendo uma tal de dança da motinha. É um blog sem tigrão, sem cachorras nem preparadas. Têm sim, muitos artistas da noite, que estão iniciando ou que há muito tentam mostrar seu valor, cantando em bares e restaurantes, anonimamente, para meia dúzia de pessoas dispostas a ouvir, atrapalhadas por meia dúzia de embriagados e mais algumas dezenas que lá estão apenas para beber, comer e conversar e nem sequer notam, que num espaço improvisado, escondido num canto, está o artista, tocando e cantando como se estivesse fazendo o show mais importante de sua carreira e sendo assistido pela mais seleta das platéias. Nesse blog a música sertaneja tem raiz, a bossa será sempre nova, a jovem guarda não envelheçe e samba será sempre samba, não pagodinho. Pagodinho bom, só conheço o Zeca. O pagode verdadeiro, gênero musical brasileiro originado no Rio de Janeiro a partir do samba dos fundos de quintais, esse sim é bem-vindo. Nos vídeos espalhados pelo blog não espere encontrar o mesmo que você vê em programas dominicais da TV brasileira. Não tem sequer um vídeo, com uma “gostosa” seminua, rebolando na frente de um grupinho que canta umas coisas sem pé nem cabeça como se fosse música. Fazer sucesso nem sempre é ter talento, assim como ter talento não é certeza de fazer sucesso.
Não canto e nem toco nada, apenas gosto de música por ter sido criado em uma família de músicos. Até tentei aprender a tocar sax, mas nunca tive paciência para aprender música. Hoje isso é uma frustração que tenho. Não sou e nem tenho a pretensão de ser “divulgador” de artistas, nunca fui do meio e nem saberia como fazer, apenas abri o blog com as finalidades maior de mostrar as coisas boas de minha terra (Rio Claro – SP), o que não é fácil em uma cidade que nunca se preocupou em preservar suas memórias e também postar o maior número possível de artistas de talento, espalhados pelo Brasil e sem espaço na mídia. Fiz isso porque gosto de ouvir o que é bom e não o que é imposto pela mídia . Durante quinze anos viajei muito a trabalho. As cidades onde eu mais ficava eram Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte. À noite quando saia para jantar, ou até mesmo para beber alguma coisa e bater papo com amigos, procurava sempre uma casa com música ao vivo. Talvez, por não ser do meio, nunca entendi direito o porquê de tantos talentos e tantas músicas boas nesses lugares, enquanto que nas rádios se ouve muita coisa sem qualidade. Pretendo também, com a devida autorização, por respeito a obra do artista, postar alguns nomes conhecidos para ajudar o blog a ficar mais conhecido e mais visitado, quem sabe com isso, de uma forma bem modesta, eu possa mostrar um pouco dos que estão perdidos na noite, em busca do merecido reconhecimento.
*
Grande parte dos áudios desse blog você não encontra em discos. Apenas músicas que os artistas cantam em suas apresentações em casas noturnas, festas e outros eventos. São gravações feitas, boa parte delas, de “maneira amadora”, em estúdios improvisados com poucos recursos técnicos, sem nenhum fim comercial.
No blog não disponibilizo arquivos para download, acho um desrespeito ao artista.
*

AVISO
As postagens desse blog não irão seguir a ordem de data, sendo assim dificilmente aparecerão na primeira página. Criarei novas postagens e as colocarei pelo meio do blog, conforme o assunto, assim como também irei acrescentando textos, áudios, imagens, vídeos e fotos nas postagens já existentes. Para saber se há coisas novas será preciso navegar pelo menu ao lado, ou seguindo as postagens mais antigas. Isso se você tiver interesse em ver, caso não queira, como diria Adoniran Barbosa, num faiz mar, num tem portância e nois num vai fica brabo nem perde a amizade, si nois for amigo, si nóis num for podemo ficá, é só copiar o link abaixo e colar no seu navegador.






Homenagem feita por Eduardo Henrique a Carlos Timponi.
Gentilmente o Carlos Timponi estende essa homenagem a todos desse blog, que fazem da música um instrumento para encantar o espirito de tanta gente.

QUEM SOU EU


Faz muito tempo que estou no mundo, mas de muitos fatos que presenciei ainda me lembro, vou contar apenas alguns deles.
Minha primeira lembrança é que eu morava em um lugar muito bonito. Eu ainda era criança, mas me lembro que era um lugar cheio de árvores frutíferas, todo florido e com muitos animais e aves. Minha casa era muito bonita e com todo conforto. Era uma vida cheia de fartura e a geladeira estava sempre cheia de coisas gostosas. Meu pai e minha mãe não perdiam o jornal na TV, o apresentador era o Cid Moreira. Lembro-me que naquela época o mundo ainda não era povoado como hoje. Eram moradores daquele lugar, além da minha família e dos animais, apenas um homem de nome Adão e uma mulher a quem ele chamava de Eva. Acho que eram adeptos do naturalismo, pois só andavam nus. Um dia, estava eu escondido atrás de uma árvore, quando vi uma cobra enorme chamando a mulher. Espera... cobra que fala! Não é que essa falava! Devia ser sogra de alguém. Notei que essa cobra falou tanto e por tanto tempo com ela, que a pobre mulher deve ter ficado com muita fome e comeu uma maçã. A partir desse dia as maçãs que, não sei por que, eram chamadas de fruto proibido, começaram a ser consumidas livremente.

Outra ocasião estava eu atrás de outra árvore, dessa vez no alto de um morro, quando avistei um homem de cabelos brancos, com uma barba enorme e segurando um cajado. De repente ele se ajoelhou e do céu começou a cair enormes bolas de fogo que ao baterem em uma pedra deixava alguma coisa escrita. Nesse tempo eu ainda estava na pré-escola e não sabia ler, portanto não sei dizer o que estava sendo escrito.

Outro fato que me lembro ter visto, foi uma multidão chegando a uma praia. Fiquei observando e vi que o mais velho dos homens levantou os braços e fez uma mágica que até hoje ninguém conseguiu copiar. Nem o Mister M, senão ele tinha ensinado no fantástico. Ele abriu os braços e dividiu o mar no meio. Acho que deve ter sido ilusão de ótica.

Lembro também que uma vez fui salvo da morte por um senhor muito bom que me colocou numa enorme arca. Fui salvo de um dilúvio. Nunca mais eu vi esse homem, se não me engano nome dele é Noé. Se alguém localizá-lo no orkut, por favor me avise, eu preciso agradecer.

Certa vez fui convidado para uma ceia. Era uma ceia apenas para amigos mais íntimos. Infelizmente meu avião particular teve uma pane, o vôo atrasou e não cheguei a tempo. Que pena, não apareci no quadro.

O fato que mais me marcou foi quando vi três homens, cada um pregado em uma cruz. Crucificação naquela época era normal. Chorei muito quando vi que o homem do meio era o amigo que havia me convidado para ceia. Nesse dia fiquei com muito medo. Não sei precisar bem a hora, pois meu relógio havia acabado a pilha, mas devia ser por volta de três da tarde, caiu uma tempestade tão forte que fiquei desesperado e fugi dali tentando me esconder. No dia seguinte li na internet que, essa tempestade ocorreu exatamente na hora em que meu amigo morreu.

Três dias depois, estava voltando de um show da Derci Gonçalves e parei meu carro para atender uma chamada ao celular, quando vi que, de braços abertos, vinha em minha direção o amigo que havia morrido na cruz. Nessa hora o susto foi tão grande que desmaiei e só acordei muito tempo depois, já no ano de 1953.
Acredite se quiser.

01/12/2009

Mande sua opinião sobre esse blog para:
blogbembrasileiro@gmail.com
Publicarei e poderá ser lido no link depoimentos, é só clicar abaixo.
Agradeço a todos que emitirem suas opiniões.

RÁDIO BIG DÁRIO - 604- 1É só clicar para ouvir


RÁDIO KALAPALO INTERNACIONAL