01/12/2009

Pequeno "causo" de família

A história da barata

Certa noite estávamos eu, minha mulher e minha filha mais velha na sala, assistindo televisão. Minha filha mais nova estava em seu quarto, entretida com seus brinquedos espalhados pelo chão. De repente, ouvimos seus passinhos vindo em nossa direção. Ela parou na minha frente e falou:
- Pai, tem uma balata no meu quaito.
Aproveitando a oportunidade para ser um super herói eu disse:
- Espera aqui que o pai vai matar.
Fui até o quarto, olhei em todos os cantos, arrastei os móveis, revirei os brinquedos e nada de achar a barata. Voltei para a sala e, para tranqüilizá-la, falei:
- Pronto, o pai é forte e matou a barata.
Ela voltou para os brinquedos, porém passados mais ou menos quinze minutos, ouvimos novamente seus passinhos vindo em nossa direção. Ela parou na minha frente, me olhou nos olhos e disse:
- Pai, sabe aquela balata que você zá matô?
- Sei, o que tem?
- Tá andando.

Um comentário:

Débora Benvenuti disse...

Olá,meu amigo do orkut.Hoje,depois de muitos anos,entrei no meu orkut e encontrei uma mensagem que me deixastes lá. Então resolvi te visitar e te convidar a visitar os meus blogs também.
http://deborabenvenuti13.blogspot.com.br - Luar de Outono
http://oacendedordecoracoes.blogspot.com.br
Aguardo a tua visita.
Abraços