27/11/2009

Juliana Farina

Postagem autorizada pelo produtor Fernando Bem e por Juliana Farina

As Rosas Não Falam/Cartola- Reizilan e Juliana Farina
Show do Centenário de Cartola na Sala Baden Powell 10/10/08 com Reizilam participação de Juliana Farina


Nasce no dia 21 de Agosto de 1977 a leonina Juliana Della Giustina Farina, filha do Sr Djalma Farina e da Srª Terezinha Farina. Itaqui foi a cidade, localizada no Rio Grande do Sul, uma cidade que faz divisa com a Argentina. Desde criança sempre apresentou grande desenvoltura para atividades que envolvessem público.
Aos três anos de idade, integrou o grupo de danças Dente de Leite do CTG – Centro de Tradições Gaúchas. Participou de vários concursos de prenda nos CTG´s, tendo sido eleita várias vezes como primeira prenda-mirim.
Foi através destes concursos que aprendeu a tocar violão e acordeon, aproximadamente aos nove anos de idade.
Participava de todos os desfiles tradicionais da semana farroupilha, desfiles dos jogos da primavera e fazia apresentações de ballet e jazz.
Com seu grande interesse pela música, começou a cantar nas brincadeiras da escola. Logo estava participando dos concursos de prenda. Onde tinha que cantar, dançar, tocar mais de um instrumento musical, declamar poemas e provas de conhecimento da cultura tradicionalista gaúcha.
Com 14 anos de idade foi morar com sua família na cidade de Santa Maria no Rio Grande do Sul. Estudou no colégio Sant´anna, onde participou de vários concursos literários escrevendo crônicas, contos e poesias. Participando também do concurso para vocalista da banda da escola, tendo preenchido a vaga.
A partir deste momento, entendeu que a música era o seu destino. Por isso, deixou contatos em vários locais da cidade e conseguiu contrato com sua primeira banda. Seu primeiro baile profissional foi para cantar no carnaval. Diga-se de passagem, foi um fracasso, pois os músicos não haviam ensaiado o suficiente e por a jovem estar muito nervosa. Mesmo assim, após este show, inúmeros outros contatos surgiram, propiciando assim a divulgação de sua voz. Foi contratada neste período pela banda Karisma como vocalista principal, para desespero de seus pais, pois, só existia uma forma dela continuar cantando na noite. Seus pais tiveram que a emancipar, para que legalmente pudesse exercer a função de cantora.
Depois da banda Karisma, no currículo da Juliana, as bandas: Realce, Novo Tempo, Banda Santa Maria, Banda Rhara e Banda Búfalo. É bom registrar, que já nesse tempo, as apresentações ocorriam para um público bem grande, que em média chegava a 5.000 pessoas por show.
Como cantora da Banda Rhara, abriu o show de: Luis Miguel, Tim Maia, Ed Mota, Ivete Sangalo e outros artistas famosos. Aos 22 anos de idade se forma como Fonoaudióloga pela UFSM – Universidade Federal de Santa Maria.

 “Após a formatura presenteei minha mãe com o diploma e mais do que nunca me lancei no mundo da músic” – Juliana Farina.


 Um ano depois da formatura, Juliana participa do concurso Pop Star do SBT – Sistema Brasileiro de Televisão. Ficou quase um mês na cidade de São Paulo, tendo permanecido no concurso até as semifinais.Voltou com sua mãe para Santa Maria – RS e decidiu que iria voltar para São Paulo, haja vista seu deslumbre com a metrópole e as oportunidades que poderiam gerar para sua carreira.
Poucos meses depois, Juliana muda-se para Campinas, interior de São Paulo. Onde viaja sozinha, deixando noivo e família para tentar mostrar seu talento. Conhece o produtor e músico Alberto Piragine, e começa a realizar trabalhos em bares, boates, festas particulares, hotéis e em pouco tempo fica conhecida na cidade de um milhão de habitantes. Neste período participou de um concurso de calouros para o programa do apresentador Márcio Garcia, que era exibido no SBT. Passou no concurso, contudo não foi chamada, pois o apresentador mudou de emissora nesta época. A Agência Masterson contratou a Juliana para alguns comerciais e como apresentadora de programas eleitorais. Nesta mesma agência iniciou um curso de teatro. Junto com o produtor Alberto Piragine, participou do programa Mulher.com em um canal fechado da NET na cidade de Valinhos – SP, exibido para todo Brasil.
Em maio de 2006, o pernambucano Fernando Ben Oliveira da Silva, que morava no Rio de Janeiro, entra em contato com a cantora pelo site de relacionamento Orkut na internet e propõem que a mesma escute e analise suas músicas. Em pouco tempo, se encontraram na cidade de Campinas e começaram uma parceria musical.
No mesmo ano, decidiram que o Rio de Janeiro albergaria maiores oportunidades para a carreira da cantora e mudou-se para a cidade maravilhosa, começando tudo do zero, Bares, Hotéis, etc.
Participou do programa @Mix que é exibido por um canal fechado da NET. Que tinha o tema, musicistas independentes do Rio.
Ganhou o concurso musical Let´s Sing, promovido pelo jornalista Gabriel Ícaro para novos talentos na internet. Tendo atingido o pico de acessos ao site www.letssing.com.br com mais de 20.000 acessos até o final do concurso.

 Atualmente a cantora gravou seu primeiro cd autoral, intitulado “Paradoxal” com 11 músicas feitas especialmente pelo compositor e produtor Fernando Ben para a voz da Juliana. Que assume a produção musical e de eventos da cantora nas apresentações que faz nas noites à fora.


*
*
*
*
Promessa cumprida
Esta é minha homenagem ao público LGBT que fielmente me acompanha nos shows, divulga e que sempre me trata com todo respeito e carinho. Inúmeras vezes após os shows, comentavam: "quando seu trabalho se expandir mais, esquecerá de nós. Como muitas fizeram" e sempre respondia: "Não esqueço de quem me levanta e assim que puder vou retribuir este afeto! "Hoje cumpro minha promessa e abro uma porta, que outros venham e falem cada vez de forma mais aberta do amor entre iguais.






Pecado é deixar de amar. A vocês e por vocês, DESPIR. Juliana Farina, 19/11/2009.

Nenhum comentário: